O que (e por que) comi durante a viagem à Disney!

Eu imagino que algumas pessoas vejam esse título e achem um pouco estranho pensando “Uai, porque estava com fome ou porque precisava comer para “parar em pé”, oras”! E aí eu te pergunto: mas você sabia que a gente come por diversos motivos? Não só porque estamos com fome ou precisando de energia? Uma das funções da comida é sim nos nutrir e servir de “combustível” para que consigamos realizar as nossas atividades no dia-a-dia. Mas também comemos porque estamos alegres, tristes, entediados … ou porque estamos em uma mesa com amigos e, se estão todos comendo, eu posso acabar comendo mesmo sem fome…. ou ainda porque eu vi algo tão bonito e apetitoso que me deu vontade de comer e ver se o sabor era compatível com a aparência. Enfim, esses são só alguns poucos exemplos e eu até poderia falar um pouco mais sobre os diferentes tipos de fome e como uma Nutricionista pode auxiliar o paciente a entendê-los. Mas ….. esse não é bem o objetivo desse post. Não diretamente! Como já falei, adoro contar um “causo” e através dele deixar que vocês retirem a mensagem. E o “causo” de hoje tem como plano de fundo a minha viagem dos sonhos. Simmmm, foi assim que eu chamei a minha viagem à Disney no mês passado. Eu sei que o certo seria dizer a minha viagem para Orlando porque Orlando não é só a Disney.  Mas é que desde criança eu achava que tudo aquilo lá era a Disney e, mesmo estando lá e vendo que não é, eu prefiro continuar dizendo que fui para a Disney (Mais alguém aí concorda comigo? Rs).

Pois bem, eu quando viajo gosto de experimentar a comida do local.  Para mim isso faz parte da viagem! E, para falar a verdade, eu tenho uma certa “peninha” das pessoas que viajam procurando comidas que elas costumam comer para não saírem da dieta (nada contra se você prefere fazer isso, ok? rsrs cada um com suas escolhas rs ). Durante essa viagem eu me propus a estar mais atenta, presente e consciente em cada momento (afinal, era a minha viagem dos sonhos lembra?), incluindo o momento das refeições. Fossem elas quais fossem ou onde fossem (que tanto de fosse em uma frase só! rs). E aí eu comecei a perceber que comi o que comi por diversos motivos. Vou parar de “blá-blá-blá” e ir direto aos fatos, ou melhor, às fotos….

Para começar, eu comi esse sorvete com a cara do Mickey porque eu queria muito tirar essa foto (meu marido que o diga já que ele fez várias fotos até que eu gostasse de alguma kkkk). Todo mundo tira foto com esse sorvete. E não poderia ser outro, tinha que ser esse! Rs Resultado: era um sorvete normal com a cara do Mickey… nada demais, mas valeu pela foto! Modéstia a parte, ficou linda! 😀

 

 

Esse Donuts rosa (tão lindo!) e esse Pretzel eu comi porque vi um monte de gente comendo e pensei: deve ser gostoso. O Donuts eu até achei gostoso (um pouco doce demais, na verdade!), mas o Pretzel ….. Arghhhh …. Odiei! Contudo …. renderam boas fotos! Vai ficar de recordação a lembrança dos dois!

 

 

 

 

 

Esse foi o café da manhã do meu primeiro dia da viagem. Por que? Porque eu precisava saber como era tomar um café da manhã estilo americano! Ou que pelo menos eu achasse que era estilo americano rsrs A experiência foi legal, mas a conclusão é que eu prefiro o meu bom e velho café puro com um pedaço de bolo ou um pão de queijo rs Achei esse café aí muito pesado! E olha que o dividi com o meu marido porque não consegui comer tudo! Massss … preciso dizer que me surpreendi com a panqueca deles. Achei bem gostosa!

 

Esse daí é o cachorro quente de lá e eu comi porque eu precisava saber qual era a sensação de comer um pão com salsicha seco! Como assim, gente? Cadê o molho bem temperadinho com cebola e pimentão? E o milho verde? E por quê essa batata? Rs Essa batata não dava para colocar direito no pão. O melhor seria a batata palha! Rs Massss …. gostei da experiência e até do sabor! Só não repeti porque ele era muito caro para ser só um pão com salsicha seco rsrs

 

Essas massas nós comemos porque decidimos ir a um restaurante de comida italiana no Parque Epcot. A família paterna do meu marido é italiana e a gente quis ter a sensação de estar na Itália rssrs E posso dizer que ainda bem que fizemos essa escolha <3 Essas foram simplesmente as melhores massas que já comemos na vida (sem exagero! Rs). E acompanhadas de um bom vinho, era tudo que precisávamos naquele dia frio.

 

 

Frutas! Como eu sempre digo: nosso corpo é muito sábio! Com a falta de rotina em uma viagem (que é mais do que normal!) e a correria para visitarmos o máximo de atrações que conseguíssemos, acabávamos passando o dia fazendo vários lanchinhos. Só almoçamos (comida mesmo!) no dia que fomos ao restaurante de comida italiana. E aí eu comecei a ter muita vontade de comer frutas! Salivava imaginando uma maçã verde ou uvas bem geladinhas! Comprei um potinho de uva em um parque e fiquei com vontade de comer mais. Como no parque era muito caro, passei no Walmart (quem já foi pra lá sabe que é parada obrigatória rs) e comprei frutas para deixar no quarto do hotel e levar de lanchinho para os parques também. Percebe que eu não precisei me obrigar a comer fruta porque é saudável? O meu corpo pediu por elas! <3

E claro …. não podia faltar um bom prato de comida brasileira. Por que? Porque eu não aguentava mais fazer só lanches. Porque se bobeasse eu já estava até sonhando com arroz + feijão. Porque cada vez que eu viajo eu descubro que a comida brasileira é muito boa e é a minha preferida! Descobrimos um restaurante de comida brasileira (cheio de brasileiros, é claro!) e, desde então, eu PRE-CI-SA-VA jantar lá depois que saíamos dos parques! E engraçado que, no primeiro dia que fomos a esse restaurante, eu servi um prato só com arroz e feijão. Meu marido com cara de susto disse: “Não vai comer mais nada?”. E eu respondi que comeria depois, mas que primeiro precisava somente daquilo <3 O resultado: saí de lá saciada e com uma satisfação tão grande que até acordei mais animada no dia seguinte!

E aí vocês podem me perguntar: mas você também comeu porque estava com fome durante essas refeições, não foi? Nem todas! E as que eu comi com fome, concordam que eu poderia ter escolhido outro alimento?

É claro que quando estamos viajando, toda a nossa rotina muda! Esses foram alguns exemplos para mostrar que podemos comer por diversos motivos e que o legal é ter CONSCIÊNCIA  de cada um deles. Atenção: não estou dizendo para aumentar a “paronóia” durante a viagem não (viagem é viagem!) rsrs Estar presente no presente muitas vezes já é o suficiente para perceber essas questões. E mesmo quando não estamos viajando, eu sugiro parar e pensar um pouquinho quando for comer: se não é fome, é o quê? Por que estou escolhendo isso e não aquilo? O que esse alimento significa para mim nesse momento? Como meu corpo reage quando eu como isso? Etc. etc.

Pensem nisso e me contem! Ahh, me contem também se vocês já foram para a Disney (rs!) e comeram alguma coisa que eu citei aí em cima!

Um abraço para vocês e até o próximo post,

Nutricão Acolhedora por Cibelle Magalhães

Você tambem pode gostar

649 respostas a “O que (e por que) comi durante a viagem à Disney!”